ENTRANDO NUMA GUILDA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Qua Ago 17, 2016 10:05 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Meus olhos lutavam para se manter abertos, era mais ou menos onze da noite, e faziam 3 dias que eu não encontrava um lugar descente para dormir, os dias depois que eu saí daquele lugar passavam mais depressa, entretanto parecia que o mundo real era muito díficil para se sobreviver. Dinheiro, comida, um teto, tudo era barganhado, tudo tinha um preço. Entretanto eu não tinha a vontade de dar algo em troca para obter o que queria. Afinal eu poderia toma-lo para mim e caso houvesse recusa, bom era só calar a boca de quem enchesse o saco.

Meu problema então não era o dinheiro, e sim achar um abrigo descente, pois estava numa jornada para me distanciar o máximo do raio de localização das indústrias Gauthier. Afinal, eu era a prova viva da ilegalidade de seus métodos de pesquisa. Como eu sabia disso ? Ora, até as cobaias tinham ouvidos e eles tinham sido muito burros em não danifica-los quando tiveram a oportunidade.

O vilarejo em que eu me encontrava até que era aconchegante, entretanto mais aconchegante ainda era ficar longe das vistas daqueles camponeses. Ainda não havia me habituado com outros seres humanos me fazendo perguntas e o único jeito de conseguir paz sem calar a boca de cada um deles era me distanciando. Havia passado o dia fazendo pequenos furtos e entrando nas casas vazias afim de me alimentar e me banhar, agora precisava dormir num lugar seguro e o lugar que havia encontrado era uma enorme caverna localizada poucos quilômetros do inicio do bosque da cidade. Adentrei sem muita preocupação ou vigilância pois pensava que a caverna estaria abandonada. Mas conforme a escuridão me engolia podia pressentir que aquilo não era um mero abrigo para viajantes e animais. Foi então que a penumbra enfraqueceu e a luz reinou novamente. Parei tentando analisar o que eu havia encontrado, meus instintos mandavam eu dar o fora dalí, mas algo me segurou.

-Que merda.

Resmunguei.



avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Qua Ago 17, 2016 10:54 pm



 Oracion Seis
 


Sons horripilantes partiam de dentro da caverna, esta situada logo ao lado de onde a criança sem teto residia atualmente, ao fundo os vilarejos cobertos pela penumbra não demonstravam uma forma de vida sequer, a imensa lua sobre o céu desviava a luz para a terra, sendo assim a iluminação azulada era apenas a única coisa que prevalecia por ali.

Aquelas terras eram amaldiçoadas, aqueles que ali adentraram ditavam boatos horripilantes sobre magos negros; talvez isso não tivesse sido levado em conta pela garota, afinal essa pouco sabia do que se passava atualmente pelo mundo.  Uma vez ou outra alguns sons causavam estrondos pelas paredes e então ecoavam ali de dentro, ainda no inicio da localização tudo se tornava claro para a pequena jovem desprovida de conhecimento.

A luz se abriu contra a face da mesma, essa provinha de tochas e revelava uma fissura de tamanho médio sobre o lado direito em uma das paredes da caverna, provavelmente havia mais alguém por ali. Em contrapartida a pequena tentou recuar, mas algo lhe segurou de certo modo, não entedia o motivo, mas possivelmente era o medo lhe cercando. Praguejou em resposta para si própria, isso não passou do estopim para a coisa, as palavras em baixo tom ecoaram por ali, logo mais tudo se tornou mais perceptível.

– Quem está ai? – Uma voz gentil partiu de trás da fissura, a luz chegou a falhar por um pequeno instante. A jovem havia sido descoberta, caso soubesse dos boatos que cercam a região saberia que estava cavando a sua própria cova, mas esse não era o seu caso. O som de passos se fez, estes que brevemente foram amenizados assim que um ser encapuzado saiu para fora da fissura cortando qualquer brecha na iluminação.




@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Qua Ago 17, 2016 11:12 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






O sentimento de que algo ruim estava para acontecer tilintava em minha alma como fruto de um sexto sentido. Minha criação quase que animalesca exacerbava isso, por anos fora guiada apenas pelo instinto de sobrevivência e atualmente não era diferente. Como um animal que se curva perante a majestosidade de um animal mais forte, limitei-me apenas a responder a voz que ecoava naquele lugar. Mesmo que as palavras soassem gentilmente eu sentia-me totalmente ameaçada por estar num lugar desconhecido.

- Apenas uma garota em busca um abrigo para pernoitar.

Respondi tentando evitar qualquer forma de informação além do necessário. Meu corpo continuava imóvel, entretanto meus olhos tentavam se acostumar com a pouca luz a fim de tentar identificar o rosto que havia gerado a voz. Varria o ambiente afim de conseguir obter alguma informação. Em minha mente as vozes murmuravam "se atrapalharem calem a boca deles", mas os músculos transmitiam insegurança, o dono da voz não era uma pessoa como os tantos camponeses que cruzaram meu caminho, camponeses que agora estavam calados, para sempre.





avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Qui Ago 18, 2016 12:00 am



 Oracion Seis
 


O ser permaneceu alguns segundos tentando compreender a situação, estava inerte ainda encarando a criança sem teto, de fato não podia negar abrigo para alguém assim, alem do mais esta já havia descoberto o segredo que ali guardava, não podia evitar.

- Venha... O local está vazio. – Virou-se de costas e então se espremeu para então passar diante da fissura. Novamente a luz voltou a fluir e assim a passagem tornou-se livre para a pequena.

Por dentro da estrutura poderia se encontrar um local totalmente normal e rústico, havia cadeiras e mesas espalhadas pelo solo rochoso que enfim encerrava-se com um balcão repleto de barris de cevada. O homem encapuzado rumou até o centro e enfim retirou o manto ao qual o cobria, o jogou sobre a mesa e então se virou mais uma vez para encarar a pequena. - Está com fome? Posso preparar algo se quiser. – Disse após ajeitar seus óculos e revelar a marca da guilda sobre sua mão direita.

NPC:


???/???
HP: ???/???
MP: ???/???



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Sex Ago 19, 2016 12:36 am


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






O homem havia virado as costas para mim com tanta facilidade que cogitei se seu poder era tão grande que simplesmente ignorava minha pessoa, ou era ingênuo a ponto de não se preocupar em ficar vulnerável à uma desconhecida. Poucos segundos após ele pedir que eu o seguisse, resolvi acompanha-lo, pois pareceu-me interessante.

- Aceito sim.

Disse olhando ao redor tentando entender o que seria aquele ambiente, parecia ser uma espécie de casa, mas era a primeira vez que eu via um lar dentro de uma caverna, talvez fosse pela minha inexperiência com a realidade humana. Sentei-me no balcão e puxei minha caderneta que sempre estava por perto e anotei. "casas não se restringem a construções de concreto". Guardei novamente a caderneta e prendo meus longos cabelos num coque, o ambiente da caverna era realmente aconchegante, pelo menos a temperatura ali dentro era muito mais calorosa do que a da caverna. Talvez eu não precisasse calar a boca daquele homem, ele não parecia ser chato ou curioso demais e meu corpo relaxou um pouco. Percebi que estava totalmente tensa, pois me sentia totalmente ameaçada pelo poder mágico que emanava do desconhecido.

- O que é isso?

Apontei para a tatuagem na mão do desconhecido que despontou quando ele se mecheu. Era a primeira vez que eu via uma tatuagem.





avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Sex Ago 19, 2016 1:35 am



 Oracion Seis
 


Levantou suas sobrancelhas ao perceber que deixou que a marca da guilda escapasse e atingisse a visão da garota. – Bem... – Não podia voltar atrás, afinal a mesma já havia visto, em decorrência dos fatos apenas prosseguiu sem esconder a origem do local. – Trata-se do símbolo de uma guilda das trevas, Oracion Seis. – Recuou com sua mão e então prosseguiu caminhando, rumou até um dos balcões e agarrou uma garrafa com um líquido branco e seguidamente uma broa que estava enrolada em um pedaço de pano.

Apesar da decoração um pouco aconchegante que o local possuía os detalhes sortidos em alguns cantos não passavam despercebidos, estes contendo quadros com cartazes de recompensas, pedidos de caça e até assassinatos. Logo ao fundo uma pequena escadaria daria acesso a uma porta de madeira, essa se encontrava com um risco talhado em sua estrutura e uma maçaneta em forma de espinho. Caso alguém realmente parasse para analisar facilmente poderia perceber que aquele local emanava um ar obscuro e estranho.

– Espero que não conte para ninguém... Temos uma conduta rígida com aqueles que vazam informações. – Falou o velho enquanto retornava em direção a garota e depositava o pano sobre a mesa e ao lado a garrafa. – Beba, é leite... – Sem ao menos esperar uma resposta o homem se virou e então rumo para uma prateleira onde havia uma série de livros, com seu indicador parecia procurar algo que lhe fosse adequado no momento.

NPC:


???/???
HP: ???/???
MP: ???/???



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Sex Ago 19, 2016 2:00 am


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s





Após observar todo o discurso do velho homem, me servi do alimento que havia sido oferecido a mim, simplesmente porque tinha vontade sem me preocupar com possíveis armadilhas. Após dar um longo gole no leite e colocar o copo no balcão comentei:


- Guilda?

Uma fina camada de leite ficara sobreposta acima do meu lábio superior.

Era óbvio que eu não havia entendido nada do que havia sido dito a mim, trevas, guildas, oracion seis... eram palavras totalmente desconhecidas.



avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Sex Ago 19, 2016 2:33 am



 Oracion Seis
 


– Sim, guilda. – Recolheu um livro marrom com capa de couro e então se virou para a garota de madeixas brancas. Não sabia ao certo a origem da mesma, porem já havia compreendido que essa não possuía muito conhecimento sobre a civilização atual. – Se trata de organizações que reúnem magos, é uma forma se manterem financeiramente utilizando suas habilidades... Alguns preferem chamar a guilda de casa. – Abriu o livro e andejou em direção a mesa ao qual a pequena se encontrava, depositou o mesmo sobre ela e sentou-se em seguida.

Enquanto ambos se encontravam sentados dentro do salão um barulho se ergueu, era algo como se uma estrutura pesada e metálica simplesmente se debatesse contra algo rochoso, a coisa foi tão forte que até mesmo as paredes da caverna tremeram. Por mais estranho que aquilo fosse o velho não demonstrou interesse, prosseguiu acompanhando a leitura em seu livro como se nada houvesse acontecido.

NPC:


???/???
HP: ???/???
MP: ???/???



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Sex Ago 19, 2016 3:31 am

Katerina Gauthier escreveu:

✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Quando o homem começou a falar me dei conta de que informações valiosas poderiam ser aprendidas, preguiçosamente tirei novamente a caderneta do bolso e comecei a anotar o significado de guilda, no fim das contas era realmente uma casa, palavra que eu já havia aprendido como sinônimo de lar. após a explicação, tentei resumir tudo de forma sucinta para ver se já havia entendido.

-Não quer que eu conte para outros humanos sobre o trabalho das pessoas que moram nessa casa?

Essa parte era compreensivel, havia percebido que mais pessoas poderiam morar naquele ambiente, pois a estrutura comportava, entretanto o que eu não havia conseguido entender era o trabalho das pessoas da tal guilda. A profissão deles era ser mago? Bom eu nunca havia visto um mago antes, geralmente nas vilas existem comerciantes, marceneiros, fazendeiros, mas era a primeira vez que eu estava cara a cara com um mago, a palavra era parecida com uma que eu já conhecia: Magia. Magia era algo que ela sabia existir, pois sempre que calava a boca das pessoas elas gritavam: Magia.

- Mago...-murmurou para si mesma após terminar seubolo- Eu magia e você mago?.

Um barulho surgiu e numa atitude reflexa olhei trás assustada. Pareceu ter havido uma pancada muito forte, aquele lugar pelo visto não era seguro. Levantei do banco e guardei meu caderno pronta para ir embora. Afinal, se aquele não era um ambiente bom para passar a noite, não havia motivos para continuar naquele local.










avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Sab Ago 20, 2016 2:27 am



 Oracion Seis
 


– Exatamente. – Depositava seu indicador acima de uma das páginas do livro e então seguia em continuidade a sua leitura, estava focado em sua pesquisa e facilmente se notava isso. O velho era sereno com suas palavras e movimentações, para alguém que é membro de uma dark guild ele era até um pouco gentil, obviamente a garota não notava isso por sua falta de conhecimento diante da sociedade contemporânea.

Ao fundo após os estrondos uma figura metálica atravessaria a fissura que separava o hall da guilda da caverna, após se encolher um pouco um ser se revelou por completo. – Cheguei... – Sua voz era grossa, soava como um rangido abafado atrás de todo aquele metal. – Quem é essa? – Ajustou sua postura e então andejou em direção a uma das mesas e depositou uma imensa espada metálica ao qual carregava acima de sua composição, poderia perceber algumas marcas de sangue que pingavam desta.

O velho subiu sua face e encarou a jovem, ela indagava-se de algumas palavras e demonstrava curiosidade em relação a isso. – Não sei ao certo, mas sinto que ela perdeu sua memória. – Abaixou sua cabeça e mais uma vez posicionou seu óculos, suas orbes corriam de um lado para o outro como se tivesse certa maestria na coisa. – Eu sinto poder mágico dentro dela, mas por algum motivo ela ainda não o despertou... Parece até mesmo não conhecer. – Desviou apenas seus olhos para sua esquerda, olharia para um canto como se recebesse uma resposta ao qual já esperava ouvir.

Uma risada se levantou do outro lado, o homem coberto por armadura depositou seu cotovelo sobre a mesa, derrubaria seu braço direito acima de sua perna e curvou-se. – Não me importo quem ela é e muito menos o que ela é. Matá-la é o mínimo a se fazer.– Desviou seus olhos alaranjados e incandescentes para a garota, encararia a mesma como se estivesse prestes a devorar sua alma. – Caso ela abra a boca o conselho vai cair em nossa cola mais uma vez. – Desviou o foco para o velho, encararia o mesmo como se esperasse uma atitude de sua parte.

– Ela não tem culpa disto, apenas apareceu no local errado na hora errada. – Retomou a atenção para o livro e prosseguiu em busca de sua pesquisa. – Afinal... O que você quer? – Ditou as palavras com sensatez, não ligava para a mesma, porem sabia que o medo corria em suas veias e isso a tirou um pouco do sério.

NPC:


???/???
HP: ???/???
MP: ???/???

???/???
HP: ???/???
MP: ???/???



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Dom Ago 21, 2016 1:53 am


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






A criatura responsável pelo barulho estranho apareceu no ambiente que parecia ser um centro de vivência. O segundo ser era muito mais hostil que o primeiro e isso me fez perder a segurança naquela caverna. Eu sabia o que significava matar e morrer não era uma das coisas que eu desejava no momento, então parei de comer meu bolo para fazer algo. O homem estava muito próximo, pois eu também estava apoiada no balcão. Confesso que o medo de me machucar fez minha voz sair um pouco tremula.

- Não me interessa em nada esse tal de conselho.

Encarei os olhos vermelhos que com certeza não eram humanos, mas faziam-me lembrar das orbitas humanas do cientista que preparou a minha injeção que provavelmente me mataria. Mais do que a necessidade de matar existia um desejo sombrio que emanava para sentir o prazer de tirar mais uma vida.

- Se não sou bem vinda aqui posso achar outra casa para passar a noite.

Disse colocando uma mexa de cabelo branco atrás da orelha, antes de me levantar. Então fui andando em direção a saída. Sabia que não conseguiria vencer um ser todo de ferro, e meus instintos clamavam pela sua sobrevivência. Nem me dei ao trabalho de pedir ajudar do velhote que me recebeu, afinal ele parecia não querer se envolver ou se preocupar com algo que não fosse seus livros.




avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Dom Ago 21, 2016 3:38 am



 Oracion Seis
 


O silêncio permaneceu após as palavras da desconhecida, ela parecia estar incomodada com as ameaças e consequentemente preferiu se retirar do recinto. Após se ajeitar a mesma se levantou, não conseguiu atrair a atenção do velho que ainda prosseguia com sua leitura, porem as duas luzes avermelhadas ao outro lado seguiram a mesma com frieza e cautela.

“PFFFFFFFFFFFFFFFFFFFIM”. Foi o som que ecoou por toda a extensão do hall da guilda e os corredores da caverna que dava de ligação ao local. Ao lado da garota um feixe negro simplesmente passou, a mesma pode até mesmo perceber algumas mechas de seu próprio cabelo partir sobre o ar e então espatifarem sobre o solo rochoso. – Acho que você não entendeu... – Disse o ser que olharia através dos ombros da pequena em direção a imensa espada que agora estava fincada contra a parede logo ao lado da entrada. – Não gosto de parasitas como você, muito menos quando possuem informações sigilosas. – Apoiou sua mão esquerda sobre o canto da mesa e a apertou, sua força foi o suficiente para fazer com que um pedaço dessa se partisse como se aquilo fosse um simples graveto.

Um conflito parecia estar se armando dentro daquela guilda, uma jovem indefesa sofrendo ameaças de um ser grandioso de armadura; a desvantagem era clara. Ninguém se ousava interromper aquilo, ainda mais quando a única pessoa que ali estava era o velho que não demonstrava interesse algum na situação.

- Finalmente! – Uma voz fina cortou todo o clima de tensão que estava se iniciando dentro da guilda, seguidamente passos mesclavam-se aos ecos da voz, provavelmente mais alguém estava se aproximando da região e pelo o que parecia ela não estava sozinha. O homem de armadura simplesmente se ajeitou após escutar o som, parecia ignorar a presença da intrusa que agora estava na guilda e agir por conta de um bem maior.

O silêncio predominou por parte dos membros da guilda por alguns instantes, eis que a figura de um pequeno ser simplesmente atravessou a fissura. - CHEGUEEEEEI! – Gritou em comemoração, levantaria seu braço esquerdo para cima em busca de espreguiçar-se. Logo atrás outra pessoa se revelava, se tratava de um homem jovem, seus cabelos eram longos e estavam amarrados em um rabo de cavalo, duas mechas estavam soltas e escorriam acima de seus ombros. – Grumah, você abandonou a missão antes de completá-la. – Disse serenamente após encarar o homem de armadura que se mantinha sentado e em total submissão. – Estou desapontado com a sua falta de honra e compostura diante da guilda... Mais tarde teremos uma conversa. – Como se não fosse nada simplesmente agarrou o cabo da imensa espada que estava enfiada a parede logo ao lado da entrada, a retirou sem esforço algum e então a arremessou em direção ao seu verdadeiro dono que simplesmente a agarrou novamente. – Você deve cuidar mais dos seus brinquedos. – Pronunciou a pequena garota com orelhas de gato e vestes negras, sua mão direita seguraria um cabo violeta que se estendia acima de seu ombro e revelava uma imensa lâmina curvada.  Após os sermões nenhuma palavra foi dita pelo ser de armadura negra.

A presença da garota foi notada, mas obviamente ela foi passada para segundo plano, afinal a situação que se tratava estava enfim em outro patamar. Em passos lentos o homem de cabelos longos prosseguiu caminhando de olhos fechados pelo caminho que separava as duas fileiras de mesas, passara ao lado da desconhecida sem ao menos lhe dar bola e então seguia rumo a porta de origem estranha ao outro lado do hall. Por ventura a jovem com orelhas de gato demonstrou ser mais amigável e madura que seus companheiros, se aproximou da novata e então lhe enviou um sorriso. – Olá, me chamo Mercury. E você? – Estendeu sua mão esquerda para que a mesma apertasse. – Você é nova na guilda? Não me lembro de ter lhe visto por aqui antes... – Balançou a foice que carregava como se fosse um simples brinquedo de criança e aguardou assim até que recebesse uma resposta conclusiva.

NPC:


???
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s

Grumah
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s


???
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s


Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Dom Ago 21, 2016 12:27 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s




Me dirigia para a saída, pois já conhecia o caminho, mas não consegui dar nem sequer 10 passos quando um objeto perfuro cortante fora lançado contra mim. Longe o suficiente para me deixar ilesa e perto o suficiente para causar um falha na mexa de cabelos que havia colocado para trás da orelha, consegui ver somente ela se cravando na parede de pedra a minha frente. Esse havia sido o risco de virar as costas para um grandalhão daqueles. Sua voz enferrujada havia me chamado de parasita, era uma palavra nova eu não sabia o que significava, mas pelo tom hostil presumi que não fosse algo bom. Achei melhor não me mover, seria um alvo fácil para ele, então só girei meu corpo de volta para encara-lo. Aqueles olhos vermelhos, esquisitamente pareciam com os meus. Como uma fera bestial marcando seu território a maquina fazia uma demonstração de força afim de me assustar. Era desnecessário aquele gesto, eu já estava deveras assustada, sabia da minha desvantagem. O que a vida havia me ensinado era o meu lugar na cadeia alimentar.

O mundo de fora tinha muito mais informação do que o mundo do laboratório, lá tudo se movia devagar, lá as peças eram incluídas nos cenários com calma. Aqui era sempre tudo confuso, tudo barulhento. O excesso de pessoas ainda me deixava desconfortável e eles falavam num tom mais alto do que eu estava acostumada. Sabia que duas pessoas haviam chegado, mas não conseguia me concentrar no que elas falavam, era muito tumultuado para mim.

Então tudo perdeu o foco quando a garota com aspecto infantilizado se aproximou serenamente. O jeito que agia me atingiu nostalgicamente e não pude deixar de mergulhar em lembranças passadas que ultimamente não me preocupava em lembrar.

"– Olá, me chamo Mercury. E você?"


10 years ago...

Os dias e as noites naquele lugar acinzentado eram divididos pelas sirenes que indicavam o toque de recolher e o horário de levantar. Depois que levantavam eram levados ao refeitório onde comiam com outras crianças e depois disso eram separados aleatoriamente em grupos que eram levados as áreas de convívio social, entretanto aquilo não era um ambiente de convívio e sim salas separadas para domesticar os pequenos afim de entenderem as ordens dadas pelos cientistas e seguranças. Sala de leitura, que ensinavam orações específicas, sala de comportamento que enfatizava sobre como era precioso cumprir as regras e a sala de brincadeiras que apesar de maior e mais colorida continha brinquedos educativos e era revestida por um enorme espelho. Anos mais tarde Katerina descobriu que o espelho era na verdade um vidro e que através dele haviam pessoas que anotavam e pontuavam o comportamento das cobaias na tentativa de acharem sequelas comportamentais e psíquicas devido efeitos colaterais dos fármacos que eram injetados nas crianças.

Katerina havia sido enviada para a sala de brincadeiras aquela manhã, crianças criadas em mantidas naquele cativeiros não se comunicavam como as crianças normais, a maioria ficava no seu canto, como felinos solitários que se sentiam ameaçados, os que se arriscavam em brincar paravam assim que ouviam um barulho diferente ou uma voz desconhecida para verificar o ambiente e ver se algo ruim iria lhes acontecer. Kate era uma das que se sentavam e olhavam para os vários brinquedos e puzzles imaginando como seria toca-los e usa-los mas nunca o fazia. Olhando para toda a sala observando as outras crianças ela permanecia até acabar o tempo de brincadeiras. Era o mais próximo de brincar que ela já havia experimentado, as vezes outra criança a olhava de volta a os minutos de contato direto pareciam uma longa conversa silenciosa, gerava em Kate uma sensação de conforto, era um um sentimento de "eu te entendo" e isso confortava a menina de apenas 6 anos.

Fora então que algo diferente do comum acontecera, um homem de branco entrou na sala, e eles nunca entravam antes da sirene tocar, o homem não estava sozinho ele carregava uma criança também. Todos que estavam ali se esconderam para o canto da sala e cortaram o contato com os dois estranhos, mas Kate estava fascinada com a roupa da criança. Não era um avental branco e sem graça como da maioria e sim um lindo vestido rosa de fitas. O homem logo saiu deixando a pequena na sala, e ela instintivamente olhou pra a única criança que a olhava de volta. A sequencia de eventos pareceu rápida demais para a criança cobaia de laboratório, os movimentos da intrusa eram impensados,  imprecisos, inconsequentes, como se ela não tivesse medo de que algo poderia lhe acontecer. Em pouquíssimo tempo ela havia atravessado a grande sala e ficado a poucos metros de mim.

Olá me chamo Misty. E você ?

- Não sei.


***

Diferente de 10 anos atrás hoje em dia eu sabia o que aquela pergunta significava, não pude deixar de me acalmar, Mercury era semelhante a Misty em primeiro momento e sem perceber fiz um episódio de cotransfrência.

- Katerina.

Dessa vez podia entender os diálogos de forma mais coesiva, um ano perambulando pelo reino me renderam muitas palavras novas ao vocabulário.

-Guilda? Não, não, eu não pertenço a essa casa, estava de passagem e achei que fosse uma casa abandonada, não sabia que era de vocês. O velho disse que eu poderia descansar e seguir pela manhã... Não sabia que ia gerar... - Pensei um pouco tentando encontrar a palavra certa, era complicado ainda falar frases tão extensas - Problemas.



avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Dom Ago 21, 2016 1:05 pm



 Oracion Seis
 


Por mais rápido que fosse as orelhas da garota felina tremeram após escutar a resposta de Katerina, ela questionava o fato da mesma estar simplesmente perdida e se meter no meio de algo tão perigoso como uma guilda das trevas. No fundo a jovem bestial sentia um pouco de pena, afinal havia motivos suficientes para que a garota simplesmente fosse decapitada por saber algo que não lhe era viável.

– Alfred também me acolheu, não vejo problema algum em passar uma noite. – Disse a mesma após enviar um olhar direto para o velho que ainda permanecia focado em sua leitura. – Ei Katerina, você sabe usar magia? – Subiu seu indicador em direção aos seus lábios e então fez um pequeno ronronado, por algum motivo tinha certo interesse na desconhecida.

Ainda sobre a mesa situada a fileira da direita estava o homem que portava a grandiosa armadura de placas negras de metal, ignorava o que se passada por ali enquanto limpava as manchas de sangue presentes em sua lâmina. Não havia motivos aparentes, mas o mesmo parecia submisso após a chegada dos outros membros.

NPC:


Alfred Lowangoh
Oracion Seis Master
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s

Grumah
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s


Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Dom Ago 21, 2016 4:27 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s





- Acolheu...

Sussurrei tentando memorizar a nova palavra que eu havia aprendido, a garota que tinha orelhas de animal logo me fizera uma pergunta e fui obrigada a demorar um pouco para responder a pergunta que o velho , agora sabendo que se chamava Alfred, já havia lhe feito. Qual era o interesse deles nessa tal de magia afinal? Observei tentando entender, achava que magia era um codinome para mim mesma, mas parecia ser algum tipo de objeto que dava para se manusear. Pensei por algum período de tempo e por fim disse o que sabia.

-Não sei. - Dei de ombros fazendo um gesto de de incerteza, eu não sabia a resposta para aquela pergunta. Durante o tempo em que estive livre eu não havia compreendido muito bem a sociedade que havia me inserido, por isso preferia manter distância e seguir cumprindo meus desejos. Mas e se a magia fosse algo que eu quisesse e só não a desejava ainda por não conhecer? Por isso a ignorância era uma benção e também uma maldição. - Como sei se posso usar a magia?

A curiosidade me atiçou e se eu tivesse orelhinhas como aquela garota, elas com certeza estariam em pé.


avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Dom Ago 21, 2016 5:16 pm



 Oracion Seis
 


Em busca de uma maneira adequada para responder a garota a neko apenas permaneceu na mesma posição e fazendo o mesmo barulho tremido que fazia antes. A mesma provavelmente deveria ter perdido sua memória ou coisa assim, não havia meios viáveis de explicar algo tão complexo e que é presente na vida das pessoas desde o momento de seu nascimento.

–  Eh... Bom... – Não conseguia encontrar meios para explicar para Katerina como funcionava a magia, pelo menos não teoricamente. Apertou seus dedos diante o cabo de sua foice, uma pequena névoa de coloração negra partiu em volta da mesma e assim começou a se expandir, o efeito era hipnotizante e gracioso, isso tudo uma vez que ao adquirir a quantia necessária uma cobra de coloração escura e deformidades onde deveria haver seus olhos e boca simplesmente tomou forma. – Hebi no Suba! – Disse a pequena neko levando o cabo a frente e depositando sua ponta contra o solo. – Isso é magia... É quando concentramos nosso poder mágico e... – Um pigarreio interrompeu as palavras da felina, essa que sem dúvida alguma desviou mais uma vez seus olhos para o velho.

Após fechar seu livro e ajustar seus óculos o homem levou sua atenção para as duas garotas. – Existe um fluxo de Ethernano que existe dentro de grande parte da população, onde apenas 1% de todo o mundo não consegue fazer o uso de esse poder e transformá-lo no que chamamos de magia. – Direcionou sua mão em direção ao seu coldre e do mesmo retirou um canivete que possuía escritas desconhecidas. – Cada pessoa nasce com uma compatibilidade diferente para uma magia, então todos nunca tendem a portar o mesmo poder, apesar disso ser possível sim. Existem variações, desde o Snake Charms de Mercury para magias onde lhe garante o controle elemental e assim por diante. – Abriu seu canivete, revelando uma lâmina de coloração roxa e sem hesitar passou a escrever mais letras de origem desconhecida sobre a mesa; todas se tornavam violetas após alguns segundos. – Você é uma maga, o poder que consigo sentir vindo de você não é baixo, mas, no entanto eu não consigo ter uma sensação boa em com base no que você pode fazer. – Prosseguiu “escrevendo” sobre a mesa e preenchendo-a com os símbolos brilhantes.

A felina simplesmente revirou seus olhos em meio de toda explicação, abriu um sorriso e então agarrou a mão da garota de madeixas brancas. – Ela pode ficar aqui? – Disse para o velho que estava concentrado na realização de sua magia, o qual apenas enviou um pequeno balanço de cabeça em consentimento para a mesma. – Não quer se juntar a guilda? Você irá ter uma casa, trabalho e amigos. – Fechou seus olhos e então inclinou sua cabeça para a esquerda, a cobra feita pela névoa negra parecia repetir suas movimentações sem muita precisão.

NPC:


Alfred Lowangoh
Oracion Seis Master
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s

Grumah
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Dom Ago 21, 2016 11:59 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Ouvia as explicações e sem olhar para Alfred como Mercury fazia, preferi abrir meu caderno para escrever o que poderia aprender sobre magia. Enquanto Alfred explicava fiz uma anotação básica. "Magia é a extensão da característica humana, cada um tem a sua afinidade e apenas 1% da população não possui poder mágico." Quando finalizei fechei meu caderno.

Assim que fechei meu caderno, a neko num movimento impensado tocou minha mão, aquele toque inesperado me fez reagir instintivamente, puxei a mão pra trás me desfazendo do contato assustada. Quando as pessoas entravam em contato comigo coisas ruins aconteciam. Dei um passo para trás para me distanciar de Mercury e cruzei os braços. - Não encoste em mim, você vai se machucar. - Sussurrei ainda chateada com o contato inesperado.

De todos ali, a única que não queria machucar era Mercury que lembrava a Misty. Suspirei pensativa com a proposta, eu não me interessava em trabalhar, também não precisava de uma casa pois poderia dormir onde bem entendesse, e amigos... bom eu não sabia o que eram amigos então não me importava muito com isso também.

Olhei para a garotinha a minha frente, ela parecia estar empolgada com o fato de ter um novo membro. Eu não havia nada para fazer mesmo, decidi então ficar por alí até q
ue surgisse algo que me desse mais vontade de fazer. Olhei disfarçadamente pra maquina de olhos vermelhos e depois toque a minha mexa cortada. Ainda tinha contas para resolver alí mesmo.

-Ok.

Comentei olhando pra serpente que parecia agir meio estranho.


avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Seg Ago 22, 2016 12:34 am



 Oracion Seis
 


Uma dúvida se levantou na mente de Mercury após ter escutado o que a garota havia lhe dito, ela queria evitar algo e não pretendia machucá-la, havia algo de estranho na mesma e isso era notado facilmente.

– Tah... – Disse um pouco desanimada ao ser rejeitada em sua aproximação, não que ligasse muito para isso, porem se sentiu insegura em relação à garota. – Pelo menos você pode se juntar a guilda... Venha. – Andejou em direção ao velho e assim se debruçou sobre a estrutura da mesa, sua imensa foice simplesmente sumiu juntamente a cobra feita de névoa, ambas se dissiparam pelo ar até que já nem ao menos poderiam ser vistas. – Pode deixar que eu me encarrego de orienta-la. – Esboçou um sorriso para o velho que em resposta simplesmente pararia com sua escrita.

Após perceber o que se passava por ali o homem que portava a imensa armadura metálica simplesmente grunhiu, em um movimento bruto debateu sua mão direita sobre a mesa e se levantou. – Tsk. – Enviou um olhar direto contra a jovem de cabelos brancos, por algum motivo não gostava dela. – Irei conversar com Hakuma. – Se virou e então prosseguiu em direção a porta de madeira situada após o pequeno jogo de escadas.

O velho que antes havia parado com o que estava fazendo se virou para Katerina. – Onde você quer a sua marca? – Disse com serenidade após apontar à ponta de seu canivete em direção a mesma. Não questionaria a mesma de sua decisão, mas sabia que a mesma passaria por certas dificuldades nos momentos em que deveria optar por decisões complicadas e cruéis.

NPC:


Alfred Lowangoh
Oracion Seis Master
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s

Grumah
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Seg Ago 22, 2016 1:02 am


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Aproximei-me novamente do balcão que antes havia me aconchegado, dessa vez  acompanhando Mercury e pude perceber o homem de ferro se afastar, encarei-o rapidamente sem que outras pessoas percebessem. Era alguém que eu definitivamente não gostava e se por acaso eu tivesse que passar mais tempo alí, bom seria inevitável que eu calasse a sua boca para sempre.

Quando o ser saiu do ambiente, pude perceber o meu corpo relaxando, meus músculos estavam tenso e eu não havia reparado até o presente momento. Talvez Mercury ficasse chateada, mas se ela não soubesse que havia sido eu talvez não houvesse problemas. Afinal, eu seria sua nova companhia a partir de hoje. Sorri para a garota voltando-me para o senhor velhote.

-Marca? Igual a sua?

Lembrei-me do que havia sido dito mais cedo, pensativa resolvi que seria melhor coloca-la em um lugar não tão visível a primeiro momento já que aquela casa era um segredo e parecia importante esconde-lo.  O macacão branco que eu usava impedia que marioria do meu corpo fosse exposto, exatamente para evitar o contato humano. O motivo de cobrir todo o meu corpo com exceção das mãos e rosto era porque pensava que devido aos anos de testes em meus organismo, eu havia desenvolvido um problema ou infecção que deixava as pessoas que encostavam em mim doentes. Sendo assim para ser marcada, pensei que o mais facil  e prático seria retirar as vestes. Não entendia muito bem sobre pudor ou necessidades de cobrir o corpo se não fosse com um propósito como o meu, então sem cerimônias abri o ziper nas costas e abaixei as vestes ficando nua.

- Pode ser aqui!

Disse apontando para a coxa esquerda e depois sorrindo para Alfred esperando o desenho q seria feito no meu corpo.


avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Seg Ago 22, 2016 1:21 am



 Oracion Seis
 


O velho franziu sua testa ao notar que a jovem estaria retirando suas vestes por completo, não entendia o motivo, mas decidiu não retrucar. A marca da Oracion Seis seria o símbolo de que a garota estaria firmando um pacto diretamente com a guida, a mesma não poderia ser retirada em hipótese alguma a não ser pela vontade do próprio mestre.

– A segure. – Disse em um tom baixo e sério para a garota Neko que se presenciava logo ao lado, a mesma não hesitou em partir para trás de Katerina e então puxou seus braços para trás; por menor e inofensiva que fosse a sua força parecia ser algo muito alem do porte humano. – Me desculpe... – Sussurrou a mesma para a sua nova companheira, afinal já sabia o que estava para acontecer.

Após notar que não poderia ser interrompido de forma alguma o velho simplesmente se curvou a frente ainda sobre o banco, ajustou seus óculos utilizando sua mão direita e prosseguiu com a esquerda rumando a ponta do canivete em direção a pele da tal. Uma pequena luz roxa se formava antes mesmo de tocá-la, as mesmas escritas estranhas e desconhecidas surgiam sobre o ar e então se moviam em direções distintas onde enfim daria forma ao símbolo avermelhado da guilda. – Bem vinda... – Ajustou a sua postura e então aguardou alguns segundos, o silêncio predominou pelo ambiente por alguns segundo, eis que então em um piscar de olhos as marcações rumaram contra a coxa esquerda da novata e a preencheram, o processo era doloroso, porem era rápido e prosseguia com os regimentos da guilda.

NPC:


Alfred Lowangoh
Oracion Seis Master
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Qua Ago 31, 2016 11:28 pm


✪Um emprego ?

HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Uma marca vermelha surgiu na minha coxa após alguns segundos de uma sensação dolorosa parecido com uma queimadura. Mordi meus dentes instintivamente, isso não era nada parecido com o que eu estava habituada nas indústrias Gauthier, entretanto, já faziam quase um ano que ninguém me tocava e quase havia me esquecido da sensação. Quando tudo acabou me livrei, um pouco mais ríspida do que o necessário, dos braços de Mercury e me afastei dela. "Então esse velho parece ser o líder de todo o grupo". Me senti um pouco aliviada, ele parecia ser o único que tinham um bom senso naquela guilda. -Sr. Alfred, vocês tem quartos aqui em baixo?- Perguntei ao homem que havia me marcado, tentava manter a calma, mas a todo tempo olhava para a garota neko tentando avaliar suas condições vitais, sua frequência respiratória e cardíaca, sua temperatura e a cor da sua pele pareciam normais. Pelo visto não havia acontecido nada com ela, o que me deixava mais aliviada.


avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Suyoshi Himura em Qui Set 01, 2016 12:42 am



 Oracion Seis
 


– Sim... – Disse o homem que mais uma vez retomava seu foco ao seu livro. – Mercury irá lhe mostrar. Descanse bem, amanhã o dia será um pouco corrido por aqui. – Tentou forçar o melhor sorriso que conseguia; apesar do pouco sucesso pretendia passar um pouco de confiança para a novata.

Enquanto o velho demonstrava estar calmo e não criar expectativa alguma com a nova companheira, a garota de orelhas de gato saltitava em felicidade, poucas vezes a mesma teria presenciado a entrada de alguém novo, afinal esta fora a ultima a entrar para a Oracion Seis. – Venha! – Estava prestes a agarrar mais uma vez o braço de Katerina, mas hesitou assim que manteve uma distância clara, havia se lembrando de algo que a mesma disse e simplesmente decidiu respeitar. – Os quartos ficam por aqui. – Apontou em direção a porta enquanto rumava contra ela, sem perder tempo a puxou para trás e adentrou ao corredor escuro que se abria a sua frente.

Várias portas de madeira espalhavam-se pelas paredes, a pequena rumou para a terceira a sua direita e então parou. – É de frente com o meu quarto, vamos ser vizinhas! – Disse com um grandioso sorriso estampado em seu rosto, suas mãos estavam depositadas para trás e se entrelaçavam sobre o cabo de sua foice. – Se precisar de algo é só me chamar, vou estar sempre alerta. – Abaixou sua cabeça saudosamente e então se retirou da frente da porta a fim de liberar passagem para sua nova amiga.

NPC:


Alfred Lowangoh
Oracion Seis Master
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



Mercury
HP: ???/???
MP: ???/???
Vel: ??m/s



@Lilah


     
No need to have open eyes to see the sun, or you must have ears sharp to hear the thunder.
To be victorious you need to see what is not visible.
avatar
Suyoshi Himura
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

teleportation
Nivel Nivel : 4

Ficha do personagem
HP:
250/250  (250/250)
MP:
400/400  (400/400)
Pontos de Exp:
150/200  (150/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Katerina Gauthier em Qui Set 01, 2016 1:16 am


✪Um emprego ?


HP 75 - MP 75
VELOCIDADE 8m/s






Agradeci a Alfred, e saí do salão para me dirigir a outra parte daquelas instalações afim de encontrar meu quarto, seguia os caminhos sombrios ao lado de Mercury, pelo visto ela era bem expansiva mas estava conseguindo se controlar. Dei uma risadinha, já tinha me vestido novamente e por fim coloquei minhas luvas. - Assim não tem problema ó - Então dei um peteleco na testa dela para depois soltar uma risada. Mercury era realmente muito parecida com sua antiga amiga.


Abri a porta do quarto e vi como seria minha vida a partir daquele instante, só consegui pensar em uma coisa "normal", pena que eu ainda não sabia o que significava fazer parte de uma guilda. Tudo se resumia em uma aventura atrás da outra. Suspirei pensativa, era a primeira vez que eu podia ter um lugar só meu como um quarto. Pelo visto o de Mercury era bem perto também. -Obrigada.- Falei uns segundos antes de fechar a porta do quarto e me abrigar alí dentro. Pela primeira vez ia poder dormir sem hora marcada pra acordar.


[/b]
avatar
Katerina Gauthier
Rank D
Rank D

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%

Virus
Nivel Nivel : 1

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
MP:
250/250  (250/250)
Pontos de Exp:
0/300  (0/300)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por ADM Mess em Qui Set 01, 2016 1:32 am

@Entrada Concluída:
- Parabéns, você alcançou o Rank D, solicite todas as atualizações na sua ficha de personagem.


avatar
ADM Mess
Admin
Admin

_-*/|Barra de Comportamento*-_ 100%


Ficha do personagem
HP:
5000/5000  (5000/5000)
MP:
1000/1000  (1000/1000)
Pontos de Exp:
0/1500  (0/1500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTRANDO NUMA GUILDA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum